13 DETRANs mantém sistemas próprios insatisfeitos com o modelo atual!

Mesmo contrariando as recomendações do Ministério da Infraestrutura e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) , que recomendam a terceirização dos serviços de Tecnologia da Informação – por ser o meio mais seguro para armazenamento, gestão e tratamento dos dados – os Órgãos de Trânsito têm se posicionado no sentido de internalizar as operações. Essa internalização tem acarretado lentidão nos serviços, e falhas na segurança da TI, e sobrecarga de tarefas aos servidores. Além, é claro, do maior custo para o consumidor, que precisa retornar ao órgão várias vezes para concluir um serviço.