Notícias dão conta que Whashington e seu chefe estão por trás dessas notícias no Paraná inclusive ameaçando e tentando coagir agentes públicos em SP


O diretor de veículos, no Detran São Paulo, Maurício Alves, foi alvo de uma fakenews nessa terça (13). O patoense foi apontado como o “pivô do esquema em fraude de R$ 500 milhões em esquema da B3/Tecnobank no Detran-SP” e foi exonerado para conter a “hemorragia”.

A redação do Polêmica Paraíba entrou em contato com Maurício, que se mostrou inconformado com a situação: “Fui tomado por surpresa e indignação por essa fakenews, postada em site sem expressão ou conhecimento público, que publicou sem nenhuma chance de contraditório, ou consulta a minha pessoa”, informa. O site Agora Paraná foi o primeiro a publicar a notícia que classificou como “denúncia”.

Maurício esclarece que o parecer do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, apontado na notícia, é referente as contas de 2017: “Só assumi este órgão neste ano de 2019”. Ainda na matéria, tentam ligar a gestão de Maurício no Detran Paraíba ao suposto esquema, que teria acontecido em 2014, mas as datas também não batem: “Estive no Detran PB em 2016 e 2017”.

O diretor do Denatran afirma que as medidas judiciais cabíveis estão sendo tomadas: “De forma absurda tentaram me responsabilizar por fatos ocorridos antes da minha nomeação a esses órgãos “.

As motivações para a divulgação de notícias caluniosas, seria um “jogo baixo, que existe nesse meio de registro de contratos e por seguir a lei a gente acaba contrariando interesses”.

Fonte: https://www.polemicaparaiba.com.br/polemicas/nem-exonerado-nem-corrupto-patoense-apontado-como-pivo-em-suposta-fraude-rebate-fakenews-e-acusa-jogo-de-interesses/